Técnico


Refrator de Greens - remoção de fungos em lentes com amônia e água oxigenada.

25/05/2015

Por Guilherme Ditzel Patriota

Olá amigos de engenharia clínica. Que tal reduzirmos o custo de manutenção realizando a limpeza de equipamentos óticos internamente? Aqui vai uma dica que o ajudará muito nesse tipo de serviço.




Lente de máquina fotográfica com fungo.
Fonte: http://www.cameraclean.co.uk/MouldAndFungus.php,
Imagem de John Banbury.

Usaremos como base a literatura existente na área da fotografia (Exemplo da presença de fungos em lentes de câmeras fotográficas na figura acima) .

Inicialmente veremos uma solução de limpeza bem eficaz contra fungos e depois algumas táticas para os evitarmos, utilizando como exemplo o Refrator de Greens da figura abaixo.



Refrator de Greens utilizado no exemplo - Topcon Visiontester VT-SE.

Na preparação do equipamento alguns cuidados devem ser tomados:

          1. Realizar o serviço em local isolado, longe de outros equipamentos que possam ser contaminados (equipamentos médicos, máquinas fotográficas, celulares com câmeras, etc.);

          2. O ambiente de trabalho deve ser arejado ou possuir exaustão;

          3. O uso de EPIs para execução deste serviço é obrigatório, incluindo luvas de PVC ou látex e máscara facial simples com cartucho de filtro químico para amônia;

Lista dos produtos necessários:



Água destilada;
Álcool isopropílico;
Solução de amônia 28%;
Água oxigenada solução 3%;
Cotonetes;
2 flanelas de algodão ou lenço para lentes/óculos;
Lâmpada UV-C;
Conta gotas ou pipeta;
Copo graduado em ml;

Desmontagem



Sempre que possível, o manual de serviço deve ser consultado e lembre-se sempre de marcar as posições das peças e lentes para auxiliar na remontagem.
Veja a desmontagem e os discos com as lentes separadas abaixo:


Desmontagem do lado esquerdo de um refrator de greens e a separação dos discos de lentes
Fonte: Suelen Homrich Motta – www.ditzcon.com.br

Limpeza



Começaremos com o banho de raios UV-C nas peças. Este banho poderá ser realizado com a lâmpada de UV-C por 15-30 minutos ou com exposição direta ao sol por 2-3 horas.
Passamos então para a mistura da solução de limpeza:


10 partes de água oxigenada
3 partes de amônia


Com a pipeta ou cotonete, espalhe a solução na superfície de cada lente, deixando uma camada grossa do líquido agir por no mínimo 10 minutos.
Após o tempo de ação da solução, limpe as lentes com o pano para lentes e em seguida realize o enxágue das lentes com água destilada em abundância.
Seque com um pano limpo para lentes, passe uma fina camada de álcool isopropílico nas lentes e seque novamente.

IMPORTANTE: Lentes expostas a fungos por longo período podem ter seu material danificado. Se a desinfecção não for bem sucedida, realizar a substituição da lente.

A desinfecção interna e externa completa com o álcool isopropílico minimiza os esporos deixados pelos fungos. Estes esporos podem causar novo aparecimento de fungos. O controle de umidade no ambiente, com umidade relativa do ar entre 40% e 60% como ilustrado abaixo, também ajudará na prevenção.



Faixa ótima de umidade relativa do ar para minimizar efeitos adversos à saúde.
Fonte: GrundLagen der Luftbefeuchtung – Systeme und Anwendungen (Bases de umidificação – Sistemas e aplicações, 2005 Iselt/Anrdt. C.F. Muller Verlag Heldenberg)

Por fim, realize a montagem.

Este procedimento reduzirá o custo de manutenções externas para problemas similares e ainda dará uma maior qualidade no serviço de manutenção preventiva.

Caro amigo leitor. Espero que este artigo tenha contribuído para seu dia-a-dia e crescimento profissional. Até a próxima.

Compartilhe isso:

Comentários

Nenhum comentário enviado, seja o primeiro a nos enviar um comentário

Deixe um Comentário

O espaço de White Paper em nosso portal descreve o desempenho e a qualidade de sua instituição como novos serviços, ampliações, novas ambientações e expansão de negócio com o intuito de posicionar e fortalecer sua marca.

ACESSE AQUI


Parceiros


Business Club Healthcare © 2014 - Todos os direitos reservados